ATLAS PROJECTOSPT  | EN




NOW
Aditi Machado

Isabel Sobral Campos, Rita Sobral Campos (eds.)

2022 / EN / Offset + Digital / 17×11,3 cm / 48pp. / 300 cópias
Publicado em parceria com Sputnik & Fizzle

Estar «no meio da coisa», atendendo ao presente na encarnação de umx «últimx humanx» / «último húmus» é o paradoxo e a tensão na qual habita NOW, poema longo de Aditi Machado. O destinatário do poema, umx «tu», afunda-se numa direcção e equilíbrio que são tanto antigos como recém-criados. Iluminado por lâmpadas e ecrãs de computador, e atento à «veia verde da vida», este poema parece elegíaco, mas também se desenrola como uma viagem. Quando cessará este último «agora»? No seu curso, saberá estx humanx quais as instruções a ter em conta? Este «tu» é simultaneamente cuidador e causador de danos — jardineiro e poluidor. No entanto, a exuberante fertilidade do mundo não pára. Todos as envolventes falam e enviam feedback. X humanx permanece no «agora» movendo-se em direcção a uma intemporalidade não demarcada — uma incerteza temporal. E no entanto, a lógica do presentismo não irá captar o fim, sugere Machado. Encontra-se em movimento e chega por via da proa.



anterior / próximo


last update Sep 2022